quinta-feira, 24 de junho de 2010

Crumble de banana com castanha do caju e de morango com castanha do Pará

Receita do Evaldo Ebineder, fácil e rápida, orgânica, integral e sugar-free:

Massa:
300gr de farinha de trigo integral - priorize o orgânico (pode trocar por 50% de aveia e 50% de farinha de milho orgânica e integral. Quem cortou o glúten, usa 50% de aveia e 50% de qualquer farinha integral, como quinua, amaranto, trigo sarraceno e até fubá. Quanto mais grosso teu farelo, mais gostoso fica)
300gr de rapadura ralada
1 xícara de óleo de boa procedência, usei o huile de noix aromatizado com canela
Amassar tudo com as mãos, fica com a consistência enfarinhada
A massa pode ser "temperada" com cravo, canela, gengibre em pó e até noz moscada ralada

Recheio:
1 dúzia de bananas orgânicas amassadas ou 2 caixas de morangos orgânicos amassados e picados
1 xícara de castanhas de caju ou do Pará picadas

Cobertura:
gergelim claro e negro comprados a granel
(os que forem alérgicos a gergelim, podem trocar por coco ralado ou mais castanhas moídas)

Modo de fazer:
Disponha terça parte da massa em pirex, cubra com metade das bananas, metade das castanhas.
Repita a operação, terça parte da massa, metade das banana e castanhas.
Termine com a última parte da massa e salpique gergelim por cima.
Asse por 15 minutos em forno alto

Seguem as fotos do passo a passo:



Os ingredientes na pia e a primeira camada de massa no pirex:





Os morangos e as castanhas por cima:
























A segunda camada de massa e a segunda de morango com castanhas:























A terceira camada da massa e o gergelim por cima, antes de ir ao forno:























O crumble assado na versão de morango com castanha do Pará e antes, na primeira tentativa, com banana e castanha de caju (gostei mais):






Com banana ficou muito doce, com morango é mais suave.
Para quem gosta de morango e quiser um resultado mais doce, adicione 1 colher de sopa de Geleias de frutas vermelhas a cada camada.

Outras combinações que dão certo:
Banana com goiabada cascão caseira
Banana  com ameixa seca
Banana  com queijo de cabra
Goiabada cascão com queijo de cabra ou de Minas orgânico
Maçã com ou sem frutas vermelhas e respectiva Geleias de frutas vermelhas
Pera ou sem frutas vermelhas e respectiva Geleias de frutas vermelhas
Maçã ou pera com frutas secas (passas, tâmaras e damascos)
Todos os ingredientes secos, como a farinha integral, as castanhas e o gergelim foram comprados a granel.
Comprando castanhas, dê preferência às orgânicas, não são pulverizadas com inseticida.



Atualização de 2016:

A manteiga de cupuaçu para fins estéticos, mas que também pode ser ingerida como a manteiga de cacau, na postagem "De cabeça (e de boca) no low-no poo"

manteiga de cupuaçu, que é muito forte, com consistência de manteiga de cacau, e foi misturada em partes iguais com a manteiga convencional na massa (em farelo de milho) de um crumble de maçã com mirtilo seco. O sabor da manteiga de cupuaçu é frutado, levemente ácido, e eu imagino que seja o complemento ideal para o cupulate, o chocolate obtido a partir das castanhas do cupuaçu, como o chocolate convencional é obtido a partir das sementes do cacau, que misturado a sua manteiga (de cacau) nos rende os bombons que tanto amamos. Nenhuma coincidência, o cacau e o cupuaçu são frutos irmãos - Theobroma Cacau e Theobroma Grandiflorum.

Para fazer o crumble de maçã com mirtilo seco em massa de milho com manteiga de cupuaçu:







Para uso cosmético, a manteiga de cupuaçu em estado bruto pelo preço do seu xampu baratinho no supermercado.






Mais informação:

4 comentários:

sylribeiro disse...

o que é crumble?
achei interessante, uma pergunta carol, voce deixa de molho farinhas e grãos antes do uso?

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Syl, crumble é uma sobremesa onde a massa (sempre "farofinha") vai por cima do recheio de frutas frescas, como um crostado.

Olha, alguns grãos deixo de molho, especialmente arroz, feijões, trigo em grãos e aveia em flocos grossos, mas farinhas não deixo - fica uma papa inútil e vc perde a metade tentando escorrer.
Tenho um post sobre uma salada de grão de bico em que menciono o assunto, mas acho que ainda não há um veredito final, mesmo entre os que adotam a prática.

sylribeiro disse...

esse crumble parece um pouco uma cuca?
fica bonito hem, deve ser bão!
nao sei se já comi!

eu deixo os grãos de molho com agua e soro de iogurte, de 7 a 24 horas dependendo do grão, e na pratica senti milhoes de beneficios digestivos, vale aquela maxima, cada um cada um...para mim foi tudo.
ate para o mingau eu deixo de molho, o soro de iogurte caseiro, feito com o biorich, como diz a pat, faz com que acrescentemos lactobacilos `a nossa alimentação, e eu botei fé, e para mim foi um milagre.
vou lá ver a sua materia do grão de bico, bjs valeu

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Não, não parece cuca, é mais crocante.

Eu não gosto de usar o soro do iogurte, acho o limão preferível, até pela acidez. O soro é uma fonte de proteínas e deveria ser ingerido ou mesmo acrescentado à comida. Nunca senti diferença, mesmo no feijão, tampouco vi aquela espuma toda. O que costumo fazer e acho que funciona é ferver o feijão 2 vezes e dispensar a água dessas fervuras, aí sim, vejo a espuma com os tais fitatos e gases.
No mais, já até estraguei uma panela de arroz, que ficou de molho, empapou com a quantidade normal de água. Se deixar de molho, vc vai ter que reduzir a água do cozimento pq os grãos já foram hidratados.