segunda-feira, 29 de agosto de 2011

O projeto de aquecedor solar na Mangueira

A Mangueira é uma comunidade aqui no RJ com a escola de samba mais popular do país. Como adoro samba e carnaval, já fui à quadra da escola algumas vezes, os ensaios e feijoadas são ótimos e constam de todos os guias turísticos da cidade.

Há algum tempo, divulguei os projetos da Sociedade do Sol, nas postagens: "Aquecedor solar de baixo custo: faça o seu em casa" e A casa sustentável é mais barata - parte 01 e parte 08"
Assino a newsletter deles e sempre fico à par dos cursos e palestras proferidos. Por coincidência, há alguns meses, a Sociedade do Sol promoveu um workshop gratuito no Residencial Mangueira 01, um conjunto habitacional na entrada da comunidade.
Como tive o prazer e o privilégio de participar desse workshop, disponibilizo as fotos abaixo:




A implantação de placas coletoras de energia solar em construções populares pode ser uma grande transformação na cultura do "gato" de luz, os chuveiros elétricos são substituídos por tecnologia limpa e acessível.

As placas são de fácil confecção e instalação, os projetos atuais que comportam academias de ginástica, clubes e residências em geral, mostram claramente como a economia de luz e gás é significativa.
Sempre é válido lembrar que nosso gás é extraído de plataformas de petróleo e a luz, por usinas hidrelétricas, como Belo Monte.
Vale lembrar também que mesmo grandes parques eólicos, as fazendas de vento, impactam ambientalmente e que talvez o grande erro seja colocar todas as fichas nas soluções de larga escala. Todas as residências com fornecimento autônomo e variado de energia são mais "limpas" e "inteligentes" do que a população co-dependente de uma iniciativa governamental. Leia melhor sobre o assunto nas postagens: "O lado B da energia eólica em larga escala" e "O PAC não se paga: Jirau, Belo Monte e Mauá".

Eu conversei pessoalmente com alguns moradores do conjunto habitacional e todos confirmaram que a água ferve, mesmo em dias nublados. Muitos mostraram-se felizes por pagarem contas de luz que não chegam a R$20,00.


O site da Sociedade do Sol disponibiliza uma apostila on line e gratuita a todos que queiram aprender a confeccionar sua própria placa. Para baixar, visite a área de "manuais: como fazer"


Mais informação:
Hidrelétrica de Belo Monte
Economia de gás para um inverno mais sustentável
Minha Casa Minha Vida financia casa bioconstruída
No interior do RN, Exército inaugura primeiro poço artesiano que funciona a energia solar


3 comentários:

Hans disse...

Olá, Carol,
que bom que você gostou da oficina! E fico feliz que os moradores confirmaram que estão contentes com o aquecimento solar.
Deixa só corrigir uma informação: quem organizou a oficina foi a GIZ (órgão do governo alemão que viabilizou a instalação dos aquecedores solares) com apoio do Sindistal.
A Sociedade do Sol entrou porque aproveitei a lista do ASBC-Rio para disseminar a oficina.
Abraços,
Hans

Winglison Henrique disse...

Carol desculpa a demora, sou eu Winglison. Fiz junto com o grupo da escola o forno solar, ele funcionou tenho fotos, vou postar no face,a gente apresenteou na feira de ciencias da escola e fomos aprovados para o ciencia jovem. Obrigado pela sua ajuda. Eu tava dando uma olhada na sua sugestão da placa solar de baixo custo, achei muito util já que o tema escolhido foi Energia Solar: Um passo para o Desenvolvimento sustentavél. Dái o professor pediu que nós tentassemos achar uma forma para aquecer mais o forno e diminuir o tempo para o cozimento dos alimentos. Queria saber se você tem alguma sugestão. Obrigado por tudo. Winglison Henrique.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Winglison,
primeiro um favor, vai lá no face e curte a página desse blog, né?
Aproveita e pede pra molecada toda do colégio fazer o mesmo, curtir no face e ainda votar no TOPBLOG :-)))

No mais, te deixo uma dica, se vc já fez um forno solar usando uma caixa metálica com a tampa em vidro, seu projeto já tá nota mil.
Daí o microondas velho ser uma ótima, desde que o vidro fique para cima sempre (é só virar de ladinho).
Bom, para otimizar isso, vc pode fazer umas pétalas, tipo orelha de elefante, em volta do teu forno. Mas tem que ser metálico, assim o sol bate na orelha-pétala e incide mais ainda no forno metálico.
Dá uma olhada no forno do Greenpece na postagem "RIO+20: a Cúpula dos Povos".
Funciona, eu vi fritar um ovo em segundos!

abs,
Carol