quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Alguns amigos, um pequeno grande restaurante e muitos, muitos livros

Quando da venda do Festa Vegetariana, foi possível encontrar leitores do blog, conhecer gente interessante, enviar o livro à Itacaré, Goiânia, Brasília, Campinas, São João del Rey, Balneário Camboriú...

Com Níssia, leitora daqui do blog que ainda não conhecia, fui ao CCBB, conferir a exposição do Miles Davis (imperdível).

Já Sonia, do Flor da Pele, que gentilmente havia me presenteado com seus sabonetes caseiros quando do aniversário do blog, tive o prazer de descobrí-la mãe de um amigo dos tempos da faculdade e, coincidência das coincidências, o marido dela (pai do meu antigo colega) também foi amigo de juventude do meu pai. Nos dávamos virtualmente em função dos nossos blogs, mas já havia até estado na casa de campo da família. Precisei ver o sobrenome completo e o endereço de envio dos livros para ligar uma coisa a outra.
Veja como Sônia é gentil e saboneteira competente na postagem "Ganhei presentes e adorei".

O Tom, amigo de longa data que não via há mais de 1 ano, leu a postagem sobre o "Festa" e comprou 3 livros, mas como já ganharia 1 de presente, combinamos de nos encontrar para entregar os 4 exemplares.
Marcamos no Restaurante da Associação Macrobiótica, que ele me ensinou a amar quando eu também trabalhava por lá. Segui feliz para o Centro da cidade com a bolsa cheia de livros, afinal no mesmo dia, encontraria com outra leitora, Adriana, para entregar seus 6 livros em local próximo ao restaurante onde almoçaria com Tom.

Sobre o Restaurante da Associação Macrobiótica, todos devem ir pelo menos 1 vez. É um oásis no meio da selvageria que se tornou o Centro do Rio. Com seu ar de casa de campo demonstrado em janelas abertas para o sol entrar, plantas no parapeito e funcionando há anos em um lindo prédio antigo, é bom programa.
A comida, sempre gostosa, segue a linha macrobiótica moderna, mas existem tantas variações e flexibilizações acerca do tema, que mesmo os que não vivem sem frango vão se satisfazer, até porque há peixe fresco e frango no cardápio.
Há muitas opções de pratos diários, sempre uma opção de peixe, frango, soja e macrô restrita, os salgados e sobremesas igualmente deliciosos, saladas multicoloridas e sucos de frutas frescas - nada que lembre a antiga macrobiótica, sem cor e resistente à exuberância das nossas frutas.


A entrada do prédio na Cinelândia, com sua escadaria em mármore e seu elevador antigo com direito à porta pantográfica. O salão, com iluminação natural e a cozinha aberta e azulejada ao fundo, como uma casa de fazenda:





















A vista de ambas as janelas, onde sento sempre, repare que a segunda foto retrata justamente um McDonald´s, refrigerado, impessoal e padronizado:




















Tom, que anda magrinho e branquinho em função do Doutorado, mas que comeu bem, além do prato do dia, encarou uma sopa de entrada e ainda pediu um ovo pochê à parte. As nossas sobremesas: meu pudim de coco com calda de melado aromatizada com cravo da Índia e o manjar de coco com a mesma calda de melado, escolhida pelo Tom.





















Como peço sobremesa sempre que vou lá, não almocei, fiquei apenas na empadinha de queijo (integral!) e no kibe de verdura (também oferecem em peixe). Por pouco não levei um pão caseiro em broa, 100% integral, recém assado e com um cheiro de enlouquecer a módicos R$5,00. Deveria ter levado.

Tom é um cavalheiro e retribuiu o livro presenteado com outro escolhido por mim, uma versão em quadrinhos do Kama Sutra feita pelo Manara, que ambos achamos um cartunista genial (um anarquista tarado genial, mas completamente genial). Para quem leu "Fogo nas entranhas", único livro escrito pelo Almodóvar, é a dobradinha dos sonhos.


Para chegar no restaurante, veja indicações e endereço completo no Google Maps linkado.
Os preços: gasta-se em média R$12,00 para um almoço completo como o do Tom.


Mais informação:
Pão de queijo
Mel de abelhas x Melado de cana
O pudim de coco de D.Cora Coralina
Mais restaurantes slow para a correria do Centro do Rio
Hortaliças em extinção pelas tentações da cidade grande
Pão de raízes em 2 versões: batata doce com cebola e inhame com coco e chocolate
Almoçando slow na correria do Centro: Vegetariano Metamorfose, Confeitaria Colombo e Bistrô Coccinelle

19 comentários:

Marilia disse...

Hmm que delícia este post! Chega a dar fome!
beijo,
Marília

wellington amorim disse...

Carol querida:

Que descrição "saborosa" do restaurante e do almoço, ficou ótimo. Vamos marcar de novo, antes de você viajar. Beijos

flor da pele disse...

Querida Carol,
Obrigada por me incluir nessa postagem dão delicada, carinhosa, saborosa...Adorei as sobremesas!
Eu conheço esse restaurante que realmente é tudo de bom, pena que não pude ir a esse encontro tão especial.
Beijos,
Sonia.

Kenia Bahr! disse...

Carol, sua danada! Fiquei morrendo de vontade de morar no Rio! :-)

Bjs

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi pessoal :-)
Aos que forem do Rio, como Tom e Sonia, é só marcar, adoro aquele cafofo singelo e baratinho.

Aos que nao forem, como Kenia e Marilia, venham passar umas férias por aqui. Prometo levar vcs em todos os meus lugares afetivos.

Bjs :-)

Camila Lisboa disse...

Oi Carol!!

Adoro o seu blog!!! Mas com tanta correria confesso que não tenho lido todos os posts!!!

Quando vier em BH me avisa, quem sabe não nos conhecemos e te levo para comer uma comidinha deliciosa por aqui??

Beijos da blogueira que beija o padeiro,
Camila

P.S.: Vi suas dicas na revista vegetarianos e amei!! Estou me organizando para fazer mais essa mudança: fabricar meus próprios cosméticos que na verdade é só xampu, condicionador e sabonete já que não uso nenhum outro tipo de creme. Usando tão pouca coisa não tenho nem desculpa para continuar comprando, né?? Conhece alguém que venda uma linha artesanal boa que possa me indicar??

N disse...

Obrigada por me incluir. Nosso passeio foi bem bacana sim.

Ontem eu comi o pão-bolo de abóbora! Muito bom. Fiz com casca e tudo.

Bejos
Níssia

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Camila,
seja bem vinda. Vc vai encontrar muita coisa sobre cosméticos naturais na postagem abaixo:
http://caroldaemon.blogspot.com/2011/06/pasbas-plantas-flores-e-especiarias.html

Apareça mais :-)


Oi Nissia,
tb adorei te conhecer e ir a exposição do Miles Davis que, a julgar pela qualidade e gratuidade, deveria estar lotada...
Estou querendo ir a Niteroi num final de semana qualquer, Tom e um colega de faculdade que teve filho recentemente são de lá tb, adoro pegar as barcas e realmente preciso conhecer Itacoatiara. Nos reencontramos e te dou um pouquinho de kefir.

O pão de abóbora ficou mais altinho?

Bjs
Carol

MaFê Senger disse...

Huuuummm, Carol,

tô te devendo uma aula de Hatha Yoga, lembra, ;-)?

Manara é bacana!

BeijOM,

Meriane Brião disse...

Oieeee
amei seu blog!!!
to seguindo!!!
segue meu blog tbm! ta rolando sorteios por la!!!
http://meribriao.blogspot.com
beijo

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Mafê,
claro que lembro, promessa é dívida ;-)

Oi Meriane,
seja bem vinda e apareça sempre.

O blog concorre ao TOPBLOG na categoria sustentabilidade e gostaria de contar com seu voto.
Para votar, basta clicar no link abaixo, digitar nome-email e confirmar o voto por email qdo do recebimento da mensagem por parte da organização.
http://www.topblog.com.br/2011/index.php?pg=busca&c_b=19130455

No mais, vamos continuar votando e divulgando, só faltam 3 semanas e em todos esses meses, fiquei entre os 30 primeiros!

Beijos,
Carol

Marilia disse...

Oi, Carol
que engraçado, tava pensando antes mesmo na minha ida ao Rio em janeiro. Gostaria que me indicasses, pelo menos, caso a gente não possa se ver, alguns restaurantes bem bacanas por aí!
Tô indo com o meu marido dia 9 de janeiro e fico até dia 12. O tempo é curto, mas vai dar pra dar uma palhinha pra ele do que é o Rio!
Beijos e valeu,
Marília

Kenia Bahr! disse...

Ahhhhhhhh, Carol! Num brinca não, eu vou mesmo! Já tou com uma saudade danada dessa cidade maravilhosa!

Beijo ;)

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Marilia,
o circuito que eu faria é o seguinte:
1 dia em Ipanema e Copacabana, indo à praia, vendo o sol se por, tomando os sorvetes locais, vendo aquele povo lindo seminu praticando esporte ao ar livre, etc.
1 dia no Maracanã (com jogo) e quadra da escola de samba Mangueira depois, melhor ainda se for o dia da feijoada da Mangueira (apenas 1 vez por mês).
1 dia nas praias da Barra da Tijuca, bairro afastado e com praias selvagens incríveis (fui criada lá). Ideal durante a semana, pelo tumulto que fica nos finais de semana.
1 dia (ideal final de semana) no centro do Rio, para ver as construções antigas, exposições nos Centros culturais, os museus mais tradicionais e ficar pela zona boêmia à noite, Lapa (imperdível).
1 dia em Santa Tereza com Pão de Açúcar e Corcovado no mesmo dia, outro bairro boêmio com boa vida noturna, pode-se passear no bondinho do Pão de açúcar e fazer a subida de trem do Corcovado (Cristo Redentor) nesse mesmo dia, é tudo pertinho.
Sobrando tempo, 1 dia em Niteroi (cidade próxima, onde Tom e Nissia moram), conhecer as praias afastadas e o MAC (museu de arte contemporânea, do Niemeyer).

Para comer bem no RJ, te recomendo nossos botecos, a maior tradição gastronômica dessa cidade. Não tem nada igual.
Mas boteco, tem que conhecer, e para isso é que servem os amigos cariocas ;-)

Ricardo Roehe disse...

Acabo de votar no top blog, parabéns por este belo blog e obrigado pela visita. bjss no coração.

Anônimo disse...

Olá Carol,

Pertinho da Associação Macrobiótica tem outro restaurante na mesma linha, Metamorfose, que também é delicioso.
http://www.restaurantemetamorfose.com.br/
Não conheço esse da Associação. Vou até lá provar. Abraço, Denise.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Denise,
não conheço o Metamorfose, valeu pela dica. Vai ficar para uma próxima.

Abs
Carol

N disse...

Oi Carol,

Claro que podemos marcar um final de semana por aqui sim. Será um prazer encontrá-los. Porém estarei dando aula em todos os sábados do mês de outubro. Mas novembro estarei livre!

O pão-bolo não cresceu muito não...mas ficou gostoso. Fiz a receita dobrada e uma metade coloquei na forma de bolo inglês e a outra fiz paezinhos. Congelei e agora sempre tenho o que comer. Hoje, quando chegar em casa vou tentar o de batata doce pois vou viajar e quero levar alguma coisa para comer.

Super beijo
Níssia B.

Marilia disse...

Carol,

adorei as dicas! Vou copiá-las no computador e depois passar a limpo.
Quando estiver mais perto te escrevo de novo pra saber sobre os botecos!

Brigadão!
Beijo,
Marília