sábado, 10 de setembro de 2011

Bike Pólo, para deixar os cavalos em paz




Há alguns meses, postei sobre a campanha da Peta para abolir o uso de tração animal em transportes e esportes urbanos, na postagem Hipismo, equitação e charretes são insustentáveis e cruéis.





Hoje, trago uma novidade paulista praticada nas noites da Vila Madalena: Pólo sobre rodas, mais acessível aos que não podem arcar com os custos de manutenção de um cavalo, correto com o animal e facilmente praticável em qualquer lugar, ao contrário do polo tradicional.
Nos EUA, já existem até torneios de Bike Polo, uma modalidade esportiva que integra pessoas de todas as classes sociais.

























Para os que quiserem mudar o quadro geral, apadrinhe à distância um animal de grande porte mantido nos muitos santuários existentes.

E para quem quiser de aprofundar na questão, 3 filmes gratuitos para baixar: "Terráqueos", "Vida de cavalo" e "Aposentadoria dos cavalos"











Outras ideias:
Caça não é esporte
Os 10 mandamentos do mergulhador consciente
Hipismo, equitação e charretes são insustentáveis e cruéis
Corrida de touros? Não, obrigada, a gente tem bola gigante!
Odeio Rodeio: fonte de muito sofrimento e prejuízos aos cofres públicos
Férias de Verão em Natal (RN): Vamos passear de camelo em Genipabu? Não, obrigada!

2 comentários:

Anônimo disse...

O que precisava ser abolido, banido, escorraçado são os rodeios, uma das formas mais cruéis de tortura animal.
Em minha cidade, Araçariguama, pequena, o rodeio é o acontecimento do ano. Qdo entro com meu discurso, só faltam me bater! Mas, acostumada que sou ao destrato, sigo na minha.
Bjs.
Ana Maria

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Pega um daqueles videos da Peta e Nina Rosa e mostra pro povo, de repente 1 alma caridosa se sensibiliza. Aproveita e sugere uma mini copa de futebol, um torneio de bike polo, campeonato de quadrilhas na festa junina...
Mas não é mole, não.

Boa sorte ;-)