segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Na Jureia: o por do sol do Portal do Perequê e muitos cogumelos

É o primeiro posto de trabalho, o que menos gostei, consiste em comunicar ao turista sobre a visitação à Estação Ecológica, lembrar procedimentos básicos e anotar quem entra e sai, placas, etc.

Entretanto, o por do sol é divino e localiza-se bem ao lado do alojamento e da melhor birosca de lá, o Ponto Xis. Aproveitei também para fugir um pouquinho e ir confeccionar o forno solar e as placas de marcação de trilha mostradas na postagem sobre trabalho de peão.


E as placas caídas pela estrada (esburacada) são guardadas no "achados e perdidos", na foto estão justamente acompanhadas de uma mudinha de banana de macaco.





Como chove muito por aqui, a umidade impera, favorecendo fungos, líquens e afins. Com tanta umidade e sombra, abundam cogumelos. São lindos e imensos. 
Fotografei alguns pelo mato, tenho simpatia por cogumelos, me intrigam em sua independência comensal, fluidez e beleza estética, entre o art decô e o psicodelismo.

Piadinha clássica: todo cogumelo é comestível, alguns apenas 1 única vêz.











Receitas com cogumelos comestíveis:




Mais informação:
Na Jureia: trabalho de peão
Na Jureia: banana de macaco
Na Jureia: os cães e as biroscas
Se precisarem de mim, estou na Jureia
Na Jureia: um forno solar onde chove sem parar

Nenhum comentário: