sexta-feira, 1 de março de 2013

Os banheiros secos da Ilha de Marajó e a vergonha carioca

Presente de amigo ambientalista, carioca de nascimento mas amazônico por opção, José Virgílio Moura, o filme abaixo dá um show de sustentabilidade, urbanismo, sanitarismo e civilidade através dos conhecimentos simples e milenares da Permacultura associados às novas necessidades urbanas.

Ninguém imagina como é a estação de tratamento de esgoto em uma ilha, ou melhor, pensa logo que basta lançar tudo in natura e esquecer do problema. Pois na maior ilha do Brasil, a Ilha de Marajó com seus mais de 20 municípios, a água é mais do que um fator sanitário, é fonte de lazer e até de transporte e interligação e os banheiros secos vêm sendo adotados como a solução pela população pobre e ribeirinha para manter essa água limpa.


Banheiros Secos na Ilha do Marajó from Garfo e Faca on Vimeo.




A realidade nos cartões postais da minha cidade, que hoje completa 448 anos e é sede dessa Copa e Olimpíadas caríssimas:






Qual a melhor legenda para essa foto?

Foto tirada na praia de São Conrado-RJ, local que recebe milhares de litros de esgoto diariamente.
O problema do despejo criminoso do esgoto 
 nessa região vem sendo combatido pelo Movimento Salvemos São Conrado.
Curta e compartilhe o movimento no facebook: http://www.facebook.com/salvemossaoconrado


Onde eu cresci, na Barra da Tijuca (bairro contíguo a São Conrado), área nativa de restinga e manguezal, catapultada à categoria de Miami carioca para construção de condomínios devidamente isolados por autopistas e dantescos shopping centers.










Há 30 anos, os tais condomínios lançam seus esgotos in natura no Canal de Marapendi, que já foi navegável e considerado próprio para o banho há menos de 40 anos. A geração acima da minha lembra de ter nadado lá. A minha geração, estou com 37, não chegou a tanto e os que tentaram contraíram doenças como hepatite e leptospirose.

Quando morei em 2 condomínios da Avenida das Américas (atrás do manguezal que separa a restinga aterrada para outros construção de outros condomínios à beira mar), fazia essa travessia à balsa diariamente, era o caminho mais curto para a praia. Eu me criei atravessando o mangue para ir à praia na segunda maior cidade do país. A fauna local, que insiste em sobreviver, é composta de garças, capivaras e até jacarés. 
Quando morei em condomínio da Avenida Sernambetiba, à beira mar, era vizinha de um dos prédios acima, do Condomínio Atlântico Sul.
Tudo que está nessas fotos existe e é realidade socialmente aceita pelos próprios moradores.







E por que as muitas construtoras e Associações de Moradores, com tanta grana rolando na cidade com a maior especulação imobiliária do país, nunca se movimentaram efetivamente para mudar esse quadro, enquanto novos condomínios continuam subindo e poluindo indiscriminadamente?
Porque não interessa a ninguém. Quem fala em despoluição num lugar desses são só os surfistas e um ou outro candidato do PV, mesmo assim quando está perto das eleições.


Faça sua parte e assine a petição Avaaz para Transformar a Área de Preservação Ambiental de Marapendi, na Barra (RJ), em Parque Municipal

A atual Área de Preservação Ambiental/APA de Marapendi, na Barra da Tijuca, vem sendo alvo de sistemáticas dilapidações. A APA é uma categoria de unidade de conservação mais flexível, pois, em certas circunstâncias, permite construções. Deste modo, ao longo dos anos, acompanhado da crescente especulação imobiliária na Barra da Tijuca, as áreas de preservação tem sido modificadas para viabilizar a construção de condomínios residenciais e grandes edifícios. O último atentado a APA se deu com a proposta da Prefeitura de construir um novo Campo de Golfe no local em razão dos jogos olímpicos. O PLC 113/2012 foi aprovado em caráter emergencial na CMRJ em dezembro do ano passado liberando uma área de 58 mil metros quadrados para a construção do campo, bem como liberando o gabarito das áreas edificáveis do entorno, alterando de seis para vinte e dois andares. 
Por essa razão, devido à importância da manutenção da reserva ambiental de Marapendi, cujo bioma pertence à Mata Atlântica, tornada Patrimônio Nacional (Lei Federal 11428/2006), é imperativa a alteração da categoria de unidade de conservação de Área de Preservação Ambiental/APA para Parque Municipal de Marapendi, proibindo definitivamente qualquer construção na região e viabilizando investimentos de pesquisa, desenvolvimento e recreação.






Mais informação:
Parque Cantinho do Céu
O Rio de Janeiro das águas de março
As campanhas da Surfrider Foundation
Como funciona uma estação de tratamento de água
Como funciona uma estação de tratamento de esgoto
Turismo Sustentável e o Mapa nacional de praias próprias para balneário
Basta de demolir, Arquitetura da Gentrificação, aumento das passagens, mega eventos, desfavelização virtual, otimização de escolas públicas e onde você entra nessa história toda

3 comentários:

Yumi (Projeto Beleza Saudavel) disse...

OI Carol, sou leitora do seu blog e acompanho as postagens (embora nunca tenha comentado, seu blog está na lista do meu...)

Peço licença pra falar de uma causa importante:

O alcool de cereais é matéria prima para a aromaterapia e fitoteterapia.
A Anvisa embargou a venda deste alcool prejudicando muitos profissionais, artesãos e pessoas que querem produtos de limpeza naturais - que utilizam o alcool junto com óleos essenciais...

POr isso venho pedir ajuda, se puder assinar a petição,m criada por mim com o apoio de minha professora.... se puder divulgar a causa agradecemos!

Expliquei tudo aqui:
http://www.projetobelezasaudavel.com/2013/03/abaixo-assinado-contra-proibicao-de.html

Agradeço pela atenção!

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Yumi, já assinei. Vou facebucar em breve.
Leia uma postagem daqui do blog chamada "Eu bebo sim" e outra sobre incensos-aromartizadores e veja mais aplicações ao álcool de cereais.
Abs e boa sorte,
Carol

Yumi (Projeto Beleza Saudavel) disse...

Oi Carol

Obrigada pela assinatura... vou buscar sim o artigo, assim também 'faicebuco' junto com a petição

E claro, pela divulgação e atenção

Bom fim de semana!