terça-feira, 21 de maio de 2013

A primeira postagem exclusiva no Mãe de Cachorro: Estilista Marc Jacobs usa pele de cachorro em roupas!


Marc Jacobs: Você foi pego vendendo pele de cachorro! Pare de fazer roupas com QUALQUER pele!

O famoso estilista norte-americano Marc Jacobs foi denunciado por usar pele de cachorro em alguns casacos da sua última coleção. E, o pior, os casacos estavam etiquetados como sendo de pele sintética.
Indignada com a notícia, Tiffany Young, de Chicago, criou uma campanha para convencer o estilista a parar de usar peles. "Não importa se são cães, gatos, visons, raposas ou quaisquer outros animais. É crueldade por vaidade. Marc Jacobs tem uma escolha”, diz Tiffany Young.
Uma investigação de cinco meses conduzida pela Humane Society dos EUA descobriu que diversas vestimentas que continham “pele falsa” eram na verdade feitas com escalpo de cães-guaxinins chineses – uma espécie de parente do cão doméstico -, os quais são geralmente esfolados vivos para a produção de casacos leves, que segundo especialistas é mais barata do que a pele sintética. Estima-se que na China mais de 70.000 cachorros-guaxinins são sacrificados para a indústria da moda, geralmente esfolados.

Clique aqui para pedir para o estilista Marc Jacobs parar de usar peles em todas as suas criações. 
Outras vestimentas abusivas, compradas das lojas Downtown e Upper West Side, incluíam uma jaqueta com capuz para bebês da Trust Fund Baby, um casaco com capuz da JNBY e uma estola da Save The Queen, todos contendo pele de coelho (ou possivelmente de lebre).

A postagem completa está no Mãe de Cachorro, não deixe ler, assistir ao vídeo e o mais importante, assinar a petição exigindo o fim desse absurdo.



Mais informação:
Terráqueos
(os fimes da) Libertação Animal
A coleção "Pelemania" da Arezzo
Como é feita uma fantasia de passista?
Artigos de couro vegetal em lojas convencionais
Se precisarem de mim, estou no Mãe de Cachorro também é mãe
Neurocientistas de todo mundo assinam manifesto reconhecendo que animais têm consciência

Nenhum comentário: