quinta-feira, 13 de junho de 2013

5 (+1) magníficos edifícios reciclados pelo mundo



Antigo silo convertido em centro de esportes radicais na Polônia


A proposta do Moko Architects para o Centro de Pára-quedismo e mergulho interior restaura uma parte de uma fábrica de casa em Żerań que operou no passado. Eles viram um prédio em uma área não-desenvolvido com salas abandonadas e armazéns em um centro de recreação abertas durante todo o ano nos antigos silos de cimento a granel, onde costumavam ser armazenados no passado. A instalação existente é uma base perfeita para esse investimento e será o único lugar na Polônia, onde as pessoas que desejam aprender as habilidades de mergulho terão a oportunidade de treinar com segurança a uma profundidade de 25m sob controle. Mais imagens e descrição dos arquitetos após o intervalo.


A área para o investimento situa-se a cerca de 12 km de distância do centro de Varsóvia. Principais instalações incluem armazéns atacado de materiais de construção e outros produtos. O canal Żerański flui através de toda a área, o que cria uma paisagem municipal única. A recolha de elementos descritos acima tem um enorme potencial. O canal é uma grande via de comunicação entre a água da cidade e do Reservatório Zegrze que oferece a oportunidade de fazer esportes aquáticos e ficar ativo.




O térreo contará com área de entrada com espaço para exposições, revistas profissionais, área de leitura, café externo aberta na temporada de verão, bem como um workshop. O primeiro nível vai abrigar lojas de esportes. Nível 2 e 3 contará com escritórios e administração. Nível 4 contará com um albergue para pára-quedistas no interior, enquanto o nível 5 vai abrigar salas de treinamento e vestiários para os pára-quedistas, bem como a entrada para a área onde a formação prática do pára-quedismo interior é conduzida. Nível 6 vai abrigar um albergue para os mergulhadores, nível 7 contará com salas de treinamento e apresentação para os mergulhadores, enquanto no nível 8, haverá vestiários separados para homens e mulheres.






Os restos das fábricas, armazéns e silos pode ser atraente para os investidores interessados ​​em sua modernização em lofts, escritórios, estúdios ou erguer novos edifícios qu com a paisagem circundante. Esta área também está se tornando um lugar popular para amadores de esportes radicais, artistas ou pessoas que gostam de explorar edifícios abandonados. O poço localizado em um dos silos está ligado ao "caverna" do outro cilindro. Este é um lugar ideal para treinar mergulho em naufrágios. O diâmetro do poço é 7m.


Além da caverna, o segundo silo contará com uma área técnica, bem como um Centro de Pára-quedismo interior. Este lugar vai fazer sonhos sobre voar em realidade. No "tubo" onde o ar fluirá em altas velocidades, você será capaz de treinar com segurança pára-quedismo. O Centro de Pára-quedismo e mergulho interior contará com funções adicionais para as pessoas que só visitam o centro por algumas horas com as suas famílias, bem como para grupos organizados, que vêm para as sessões de treinamento com duração de um par de dias.




5 magníficos edifícios reciclados




Grain Silo Bed & Breakfast (Oregon, EUA)
Este alojamento tem todos os ingredientes necessários ao descanso perfeito: 33 hectares verdejantes, luxuosa roupa de cama, cadeiras confortáveis para ler e relaxar e banheiras de hidromassagem. E, claro está, é feito de enormes e readaptados celeiros de milho. O lugar dispõe assim de cinco suites circulares com hall de entrada e sala de estar.
Grain Silo Bed & Breakfast



























Townhouse (Londres, Inglaterra)
A melhor parte acerca desta torre de água é que é possível de ser alugada para viver. O designer Tom Dixon comprou a torre de 18,3 metros de altura e o terreno circundante em 2005. Foi equipada de modo a atender a padrões ecológicos rigorosos, ao mesmo tempo que oferece vistas deslumbrantes sobre a magnífica cidade londrina.
Townhouse
























Sea Fort Resort (Hampshire, Inglaterra)
Usar estruturas fora de uso para responder às necessidades dos tempos modernos não é nada de novo. Mas este projecto de reaproveitamento de um forte marítimo britânico é absolutamente incrível. Localizado a 1,6 Km de distância de Portsmouth Harbor, o forte esteve vago durante décadas até se tornar num destino de luxo, género ilha deserta, que está a conquistar o Reino Unido e mais além.
Sea Fort Resort


Wing House (Califórnia, EUA)
Uma casa nas colinas remotas de Malibu foi construída com um resíduo pouco convencional – um velho Boeing 747. A Wing House usa a maioria das asas do avião como telhado, enquanto os dois estabilizadores da cauda compõem o tecto do quarto principal. Outras construções ainda estão previstas para a propriedade de 22 hectares, já que o arquitecto David Hertz pretende reaproveitar cada parte do avião. Um pavilhão de meditação, por exemplo, vai ser feito a partir de toda a parte frontal da aeronave, com as janelas do cockpit a servirem de clarabóia.
Wing House







EcoARK (Taipé, Taiwan)
Este é um inovador e impressionante pavilhão dedicado à reciclagem. O edifício de três andares, com um anfiteatro e salão de exposições, foi construído com 1,5 milhões de garrafas de plástico. Os painéis solares incorporados permitem usufruir de uma magnífica iluminação LED no exterior do edifício durante a noite.

EcoARK






















Mais informação:

Nenhum comentário: