sexta-feira, 5 de julho de 2013

As casas na árvore de Pete Nelson


Eu gosto muito de casas na árvore, as casas abaixo não são bioconstruídas e tampouco usam técnicas para produção de energia limpa ou mesmo um biodigestor sanitário, mas são esteticamente muito bonitas e poderiam estar sendo construídas com material de demolição, adobe, garrafas e demais materiais "verdes", nos dando uma nova visão de condomínios urbanos.



Casa na árvore, sonho de criança (e de adultos)

Uma casa na árvore pode soar como um sonho de criança, mas o reality show “Treehouse Masters” mostra que ter uma é também um desejo de muitos adultos, e que além de resgatar boas memórias da infância, coloca o morador em contato com a natureza. O novo programa da Animal Planet está sob o comando do especialista na construção e design deste tipo de casa, Pete Nelson. Ele é proprietário da Oficina TreeHouse, na região de Seattle, nos Estados Unidos, e autor de diversos livros ricamente ilustrados sobre o assunto. Considerado um gênio nesta peculiar arte de criar lares em meio aos galhos, ele e sua equipe vão construir várias casas, todas lá no alto, segundo reportagem do New York Times.

O show, infelizmente, traz os vícios de edição comuns dos realities shows. (Quando os produtores vão desistir dos cortes rápidos e mau feitos e acreditar que pessoas interessantes seguindo paixões interessantes será interessante aos telespectadores?). Ainda não há previsão de estreia no Brasil.

Apesar disto, este reality tem uma maneira agradável de nos trazer a memória a magia dos tempos das casas nas árvores. É como se um homem robusto lembrasse da ligação masculina com a casa da árvore da família, que está toda empoeirada sobre um lago do leste de Texas.

Nelson é a peça fundamental deste programa. Com grande energia e paixão, o construtor é genuinamente obcecado pela mistura do uso de madeiras duras e macias. Ele recentemente falou sobre seu estilo na arquitetura.

Sobre as espécies de árvore preferidas para construir, Nelson destaca a Douglas Fir. Segundo ele, elas são bonitas e fortes, mas também muito conveniente, pois sua estrutura parece um poste de telefone. Nelson afirma que também ama os cedros vermelhos orientais, encontrados no Noroeste do Pacífico. Ainda entre as suas preferidas, ele diz que há mais algumas espécies, porém, não são as mais apropriadas para se construir casas no topo das árvores por ser considerável o perigo de queda de grandes galhos.

Nelson conta que recebe muitos pedidos para construir casas de árvores para crianças. Mas, ele brinca que acredita que, na verdade, são os adultos que usam as crianças para fazer casas do tipo para eles mesmos. “Algumas pessoas olham os livros de casas na árvore e dizem: eu quero uma destas”. Para ele, são fãs de arquitetura e apesar de não terem habilidades para criá-las, eles querem uma casa destas. "As pessoas que pegam o telefone para encomendar uma casa é do tipo sonhador, mas também do tipo que faz. Alguém que vai gastar US$ 200 mil em uma casa na árvore é dedicado", conclui.

Para Nelson, a definição de uma casa na árvore mudou. No começo, ele achava que uma estrutura tendo a árvore como suporte, mas com a base no chão não era realmente uma casa na árvore, e sim uma casa de palafitas. Agora, ele acredita que o simples fato de ser construída entre as árvores já define uma casa na árvore. “Se você quiser estar entre uma casa de palafitas entre as árvores é uma casa na árvore? Claro. É uma questão de dividir a energia com as árvores”.

Mas a construção de casas no topo de árvore também pode sofrer com ações da natureza. Nelson relata uma vez em que um incêndio destruiu uma das maiores construções que fez neste ramo. Foi em São Diego, na Califórnia, e tudo virou cinzas.

"Um lar é um lar como outro qualquer e isto é algo maravilhoso, algo caloroso. Mas, a diferença é que uma casa na árvore é que você está longe de tudo. Todas estas estruturas oferecem um lugar para se desligar e relaxar". A princípio, Nelson achava que estaria construindo quintais e escritórios, mas em 15 anos ele tem feito casas na árvore. “O uso de todas estas coisas é uma questão de se reconectar-se com este mundo natural”.




Casas nas Árvores - Pete Nelson

Quem nunca teve uma quando era criança? Mas as casas nas árvores não se destinam só às crianças, os adultos também podem usufruir delas. Pete Nelson,   que se tem dedicado a desenhar este tipo de construções, reuniu os melhores exemplos num livro.


Construir casas nas árvores já não é um exclusivo das crianças. Hoje em dia qualquer pessoa pode ter uma e há até quem se dedique a desenhar, a construir e a vender por encomenda este tipo de construções. Pete Nelson é um deles, especialista na matéria e fundador da Treehouse Workshop, Inc., em Seattle, nos EUA.
Pete Nelson ocupa o seu tempo a conceber casas nas árvores, desde as mais tradicionais, lembrando contos de fadas, até as mais invulgares e inovadoras, que parecem ter saído de um filme de ficção científica. Esta sua actividade leva-o frequentemente à volta do mundo à procura de novas soluções. Recentemente publicou o livro New Treehouses of the World com o resultado desta sua pesquisa, profusamente ilustrado. Aqui ficam algumas imagens.










Mais informação:
Casas na árvore
Green Roof Penthouse
Manual do Arquiteto Descalço
Finca Bellavista: uma comunidade sustentável de casas em árvores
Michael Reynolds, Garbage Warrior: a bioarquitetura do Novo México
A casa sustentável é mais barata - parte 19 (construções com portas e janelas)


2 comentários:

Green Womyn disse...

Puxa, gostei muito desse texto!

Certamente todos sonhamos um dia com uma casa na árvore...

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Casas na árvore são realmente idílicas.