sexta-feira, 12 de julho de 2013

Delícias quentinhas

Toda bebida industrializada é crime de hidropirataria.
Bebidas prontas consomem de 5 a 35 litros de água em seu processo de produção, além de muita embalagem, que por sua vez também consome água, energia e outros recursos.

A água dos lençóis freáticos de onde uma fábrica de bebidas se instala, é o ativo não computado pago pela população local.
Quando essa fonte secar, a fábrica que contou com isenção fiscal (já que gera empregos), simplesmente vai embora (se instalar em outro local), deixando então solos erodidos e desertificados à população nativa, que provavelmente estará desempregada.

Aqui em casa, procuro fazer todas as bebidas. Basta o líquido estar aromatizado com qualquer sabor para que seja consumido até em 3 vezes mais quantidade pelas pessoas.


Para se inteirar sobre as questões de hidropirataria, dê uma olhada nas postagens:
Flow, por amor à água
A história da água engarrafada
Beber água pura não deveria ser caro
Cachaçaria certificada como orgânica seca lagoa de reserva indígena
Empresa japonesa instalada no Aquífero Guarany exporta água engarrafada
Nestlé mata Água Mineral em São Lourenço - a PureLife é uma água química


Deixo então algumas ideias de bebidas caseiras, saudáveis, baratas, fáceis e sustentáveis para os dias de mais friozinho. As fotos tentadoras não são minhas, mas das autoras linkadas.



Chá de laranja, limão e tangerina, feito a partir das folhas, que normalmente acabam no lixo.

Chá de camomila quente com limão ou com infusão de hortelã e erva cidreira.

A própria casca do abacaxi que sobrou pode virar chá se fervida e ainda enriquecida com umas folhinhas de hortelã, um chá muito simpático quente ou frio, de abacaxi com hortelã

Chá de maçã com maçã desidrata comprada a granel (e até aproveitando a casca da maçã que iria para o lixo), quente feito na panela com rapadura, gengibre, canela em pau e um cravinho. Colocar a rapadura no chá enquanto ele fica na infusão, garante uma consistência aliquorada que funciona para os chás de inverno.

Chá preto com laranja, quente ou frio. Com ou sem leite.

Chá de morango
1 xícara de folhas frescas de morango
1 dedinho de gengibre
1 pau de canela
500ml de água

Chai, chá indiano, feito com chá preto, leite e especiarias.
Segue receita:
1,5L de água
8 saches de chá preto
100g de gengibre
100g rapadura
10 cravos
3 paus de canela
10 sementes de cardamomo
leite de amêndoas

Cozinhe 1 inhame descascado em 1 litro de água, espere esfriar e bata tudo no liquidificador. Pode ser servido com canela, gengibre em pó e melado, bata uma banana para dar sabor se gostar. Adicione passas claras ou qualquer outra fruta seca ao cozimento e reduza o melado, junte pimenta rosa em grãos se quiser colorir.

1 xícara de leite de coco
1 colher de chá de cacau em pó solúvel
1 colher de chá de cevada solúvel
1 pitada de canela em pó
Ferver tudo junto e servir.


















Receita básica de chocolate quente
1 litro de leite de amêndoas, castanhas, coco
3 colheres de sopa de cacau em pó
100gr de chocolate meio amargo orgânico em barra
1 colher de sobremesa de baunilha
1 pau de canela
1 dedinho de gengibre
1 colher de chá de cravo em pó
1 colher de chá de noz moscada
Rapadura ou 1 xícara de tâmaras hidratadas de véspera e batidas no liquidificador, como uma geleia crua
O segredo: 2 colheres de sopa cheias de creme de arroz e 2 colheres de sopa rasas de araruta em pó. Dissolva a araruta no leite ainda frio, use um copo pequeno para não encaroçar.Ferva tudo junto, mexa bem, coe e sirva bem quente.Opcionais: óleo de coco, huile de noix, sementes de urucum, pimenta rosa

Chocolate fudge adaptado
2 xícaras de chocolate meio amargo orgânico em barra
1 xícara de leite de coco ou amêndoas
1\2 xícara de rapadura
1 colher de sopa de creme de arroz e 1 colher de sopa rasa de araruta dissolvida previamente no leite de coco.   
Ferva tudo junto, mexa bem, espere esfriar e sirva com frutas vermelhas. É como um fondue, tem consistência mais grossa.



1 banana
1 colher de sopa cheia de cacau em pó
1 colher de sobremesa de baunilha
1 colher de sobremesa de sementes de chia
2 tâmaras ou melado de cana
1 xícara de leite de coco ou amêndoas ou mesmo chá de dente de leão quente
Bater, coar, aquecer e esperar ferver
Opcionais: coco, canela, maca, amêndoas...

1 colher de sopa de chá torrado (a sugestão é o de raízes de dente de leão)
1 1\2 colher de sobremesa rasa de melado, agave ou qualquer adoçante natural de consistência mais grossa
Leite de amêndoas
1 fava de baunilha, canela
Ferver tudo junto, coar e servir

1 colher de sopa de cacau em pó
1 colher de sobremesa de maca em pó
1 colher de sobremesa de açúcar de coco (não existe no Brasil, substitua por rapadura e óleo de coco)
1 pitada de sal
1 pitada de canela
1 pitada de pimenta caiena
1 pitada de gengibre em pó
1 fava de baunilha
1 1\2 xícara de leite de amêndoas, coco ou castanhas
Esquente o leite, junte os demais ingredientes, mexa bem, espere esfriar e sirva com um pau de canela como colher se gostar.

1 1\2 xícara de leite de arroz
5 favas de cardamomo
1 pau de canela
1 dedinhos de gengibre
5 cravos da Índia
1 colher de sobremesa de baunilha ou 1 favo de baunilha
melado de cana, rapadura, ou qualquer adoçante natural
Ferva todos os ingredientes juntos e sirva com um pau de canela como colher.









Sort of Dandy Chai
1 colher de sopa de chá de raízes de dente de leão (a receita original é com chá preto, mas a autora troca)
1 pau de caneça
6 favas de cardamomo
1 dedinho de gengibre
1 xícara de leite de amêndoas ou castanhas

melado de cana, rapadura, ou qualquer adoçante natural
Ferva as especiarias em 1 1\2 xícara de água. Deixe aquecer em infusão por 10 minutos. Junte o o chá, o leite e o adoçante escolhido, apague o fogo e deixe em infusão por 5 minutos






Bebida quente de beterraba
A água de beterraba pode ser temperada com cravo, canela, gengibre, casca de laranja e pedaços de maçã. Leve ao fogo, deixe ferver por 5 minutos e adoce a gosto. Umas gotas de limão na hora de servir completa o sabor. A acidez lhe cai bem! 






Dizem os puristas em alimentação natural que não se deve beber café e álcool, mas diziam o mesmo do cacau, que hoje foi catapultado à categoria de panaceia e, por outro lado, laureavam o leite, hoje condenado. Eu gosto muito de café, mas procuro tomar parcimoniosamente porque vicia e afeta minha pressão. No início da postagem, você encontra o Cappuccino de coco e cevada, delicioso também.

Cappuccino
1 xícara de café orgânico
2 colheres de sopa da espuma do leite orgânico fervido. Não se atinge essa espuma com leite vegetal de coco e amêndoas.
1 pitada de canela
1 pitada de cacau em pó

Irish Coffee
1 xícara de café orgânico
rapadura
1 dose de whiskey irlandês
Creme de leite fresco por cima. Caso não encontre do orgânico, use 2 colheres de sopa da espuma do leite orgânico fervido. Não se atinge essa espuma com leite vegetal de coco e amêndoas.

Scottish Coffee
1 xícara de café orgânico 
1 dose de whiskey escocês single malte
Adoce com malte de cereais se quiser, eu prefiro sem.

Receita básica de vinho quente adaptada
2 xícaras de rapadura
3 xícaras de água
2 paus de canela
5 cravos da Índia
1 dedinho de gengibre
1 garrafa de vinho tinto orgânico ou suco de uva orgânico ou o kefir de 15 a 30 dias feito de suco de uva orgânico
1 1\2 xícara de suco de laranja
2 maçãs descascadas em cubinhos
Derreta a rapadura em chaleira de aço inox, junte a água, a canela e os cravos
Cozinhe mexendo até que o caramelo derreta, junte o vinho, o suco e a maçã cozinhe.
Sirva quente.

Receita básica de quentão adaptada
1 garrafa de cachaça de procedência orgânica
600ml de água
1\2 kg de rapadura
casca de 2 laranjas
casca de 1 limão
cravo e canela, gengibre em pedacinhos
1 maçã cortada em pedainhos
Derreta a rapadura em chaleira de aço inox, junte as cascas de laranja e limão, o gengibre, a canela e os cravos. 
Junte a cachaça e a água quando tudo tiver caramelado, deixe cozinhar por 15 minutos. Adicione a maçã e mantenha aquecido no servir.



A sabedoria popular e a medicina chinesa ensinam que grávidas não devem tomar infusões e bebidas quentes a base de gengibre, canela e especiarias em geral sob risco de aborto espontâneo, especialmente no início da gestação, devido aos poderes expectorantes das substâncias. Não há estudos científicos, a escolha é sua.




Mais informação:
Eu bebo sim!
Nutella caseira
Kefir e Iogurte
Delícias geladas
O lado duro da rapadura
Café da manhã de inverno
Leites Vegetais x Leite animal
Os prós e contras do agave orgânico
Canela da China x Canela nacional "batizada"


3 comentários:

Anônimo disse...

Delícias de receitas, Carol! Lembrando que os leites vegetais, como o de coco lá do capuccino de cevada, podem talhar ao serem fervidos. O ideal seria esquentar sem ferver.

Beijos!

Kenia

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Kenia, legal tua observação. Mas aqui em casa nunca talhou, nem qdo deixo no forno solar em dia de verão.
Eu as vezes fervo para atrasar o processo de azedamento qdo já está há dias na geladeira. Fervo, volto ao frio e ele aguenta um pouco mais.
Para te falar a verdade nem sabia que leite vegetal talhava, achei que só azedasse e pronto. Como fica qdo talha?

Bjs e apareça, vc é super bem vinda sempre

Anônimo disse...

Oi, Carol.
Na maioria das vezes quando fervo, talha. Fica parecendo leite talhado mesmo! O gosto não muda nada, somente a textura, às vezes deixo talhar de propósito para mudar haha. Ainda conseguirei fazer um queijo legal com esses leites talhados (os que tentei ficaram horríveis...).

Beijos! Obrigada pelas boas-vindas novas, é um prazer andar por terrenos tão férteis!

Kenia