quinta-feira, 4 de julho de 2013

Formula Indy em Porto Alegre




Em 2013, 83 árvores foram cortadas das margens do Rio Guaíba, um dos cartões postais e importante área de lazer de Porto Alegre. As árvores foram cortadas para o alargamento da Avenida Beira Mar - "uma obra  para a Copa do Mundo" - que vai durar 15 dias e, em Porto Alegre, só vão ocorrer 5 jogos.

Assista ao curta abaixo e veja o tamanho das árvores, a largura de seus troncos evidenciam a idade das mesmas, que provavelmente já estavam ali antes da fundação da cidade.


Quantas copas por uma Copa? from Aura on Vimeo.


Quantas copas por uma Copa?


Imagens da manhã de domingo, dia 2 de junho de 2013.Quatro dias antes, na madrugada do dia 29 de maio, a Prefeitura de Porto Alegre, juntamente com a Brigada Militar, prendeu 27 manifestantes que estavam acampados em um parque da cidade, defendendo o espaço contra a polêmica obra de duplicação de uma avenida. Às 4h da manhã, os funcionários do município iniciaram o corte das árvores. Seis horas depois, 57 árvores já haviam sido cortadas.


A necessidade da obra está sendo questionada pela população, pois a prefeitura não apresentou qualquer tipo de estudo de demanda, e nem possíveis alternativas, além da obra não beneficiar o transporte público. Não houve verdadeiro diálogo com a população. Foram realizadas algumas audiências públicas depois do início dos protestos onde não foi dada nenhuma resposta às demandas e críticas apresentadas pelos cidadãos.


A licença ambiental para o corte de 115 árvores foi emitida pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, sendo que o então Secretário do Meio Ambiente, Luiz Fernando Záchia foi preso pela Polícia Federal, acusado de vender licenças ambientais. Além disso, o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, recebeu cerca de R$ 220 mil da empreiteira que está realizando a obra para sua campanha eleitoral em 2012.


Em 2011, o governador Tarso Genro e o prefeito José Fortunati assinaram um protocolo de intenções para realização de uma etapa da Fórmula Indy na Capital e, coincidentemente ou não, o trajeto proposto para a corrida passa pela área onde foi realizado o corte.


Enquanto isso, a mídia local reduz o protesto à mera questão do corte de árvores, ignorando as preocupações da população com a supressão de espaços públicos de convivência e com a priorização do transporte motorizado individual e a conseqüente degradação da cidade.


Música: Cartão Postal por Apanhador Só ( apanhadorso.com )






Referências:


Fórmula Indy dará visibilidade internacional a Porto Alegre, diz Tarso Genro


O Governo do Estado e a Prefeitura de Porto Alegre formalizaram, nesta quinta-feira, um protocolo de intenções com a Indy Racing League para realização de uma etapa da Fórmula Indy na Capital, em 2012. O governador Tarso Genro acredita que a chegada da categoria pode alavancar Porto Alegre para o mundo. “É um momento muito importante para o Rio Grande do Sul e para Porto Alegre. Acredito que a Indy ajudará na internacionalização da nossa cidade”, disse.

O prefeito José Fortunati participou da solenidade que ocorreu no Palácio Piratini. O projeto conta com o apoio da Assembleia Legislativa e da Câmara de Vereadores. Tarso aproveitou a ocasião para fazer uma comparação. “Queremos que a cidade de Porto Alegre seja vista pela Fórmula Indy com o mesmo carinho que Mônaco recebe da Fórmula 1″, afirmou.







Mais informação:
O que se tira da Floresta
O mito do reflorestamento de eucalipto
Quantos animais podem viver em uma única árvore
Os Parques Aquáticos Júlio De Lamare e Maria Lenk
Como funciona um programa de compensação ambiental
Porto Alegre, a primeira cidade do país com projeto de transporte fluvial em larga escala
Basta de demolir, Arquitetura da Gentrificação, aumento das passagens, mega eventos, desfavelização virtual, otimização de escolas públicas e onde você entra nessa história toda

Nenhum comentário: