sábado, 5 de março de 2016

Os incríveis produtos biodegradáveis, não testados e low-no poo da Tulipa Produtos Naturais



Adriana Volpi é uma antiga leitora e compradora do "Festa Vegetariana" que, como muitas leitoras, demonstrou interesse em cosméticos naturais e segundo ela, conversamos muito na época. Eu não lembro dessas conversas, o que me mata de remorso.
Os anos foram passando e na pressa do dia a dia, via Adriana comentar uma coisa ou outra na página do blog no facebook. Às vezes, aparecia entusiasmada por estar fabricando cosméticos naturais e eu procurava dar atenção, mas sem muita importância, achei que fazia suas máscaras em argila como todo mundo.
Há um ano, escreveu empolgadíssima com sua linha de cosméticos e me mostrou alguns produtos por email, prontificando-se a enviar amostras quando estivesse tudo pronto.
Mais uma vez, o tempo passou e eu nem prestando atenção... Até que ela apareceu com uma página no facebook e um catálogo de seus produtos totalmente formulados e embasados em veganismo e low poo, a Tulipa Produtos Naturais.

Foi a minha vez de escrever empolgada para ela e Adriana, na maior naturalidade, "Ué, mas eu comecei com a Tulipa depois da nossa conversa, não lembra? Já estudava cosmetologia natural há 15 anos, mas nossa conversa me estimulou."
Não, não lembro dessa bendita conversa. Infelizmente.
Perguntou o que eu queria desse imenso catálogo e eu escolhi parcimoniosamente apenas 2 produtos, em tamanho de amostrinha, para não explorar quem está começando. Respondeu que estavam em "cura", curando, mas que enviaria em breve.
O tempo passou e eu comprando produtos de outras leitoras, também fabricantes de low e no poo, vegano e biodegradável.

Um dia, recebo email da Adriana dizendo que enviou um pouco de cada, porque minha opinião seria importante. Mais uma vez, não botei muita fé e fiquei esperando a entrega pelos correios, que chegou a extraviar.
Então, quando finalmente, os produtos da Tulipa chegaram aqui em casa, eu abro uma caixa grande e pesada e me deparo com o exagero da foto!
Respondi imediatamente numa conversa cheia de frases como "Tá maluca?", "Que vergonha, é muita coisa!", "Ferrou, vou passar o final de semana me besuntando no box..." e da parte dela muitos "KKKKKK".
Rindo de mim e com toda razão.


O que Adriana enviou (e eu adorei):

Máscara capilar de romã: com sete óleos essenciais, manteiga de cupuaçu e de karite, óleo extravirgem de abacate e hidrolatos de alecrim, gerânio e romã, também pode ser usada como leave in.
Não uso condicionador há anos, usei como leave in nas pontas. Achei mais hidratante do que a de ceramidas abaixo, mas pode ser impressão minha, apliquei numa fase de cabelo palha e ficou muito sedoso.

Máscara capilar de ceramidas: que ela chama de "cimento capilar" para blindar o fizz, com gerânio, cedro, tomilho, melaleuca, hibisco e óleo de cártamo, também pode ser usada como leave in.
Como não uso condicionador, virou leave in para as pontas. O cheiro de rosas é delicioso, achei mais leve do que a de romã acima, mas também deixou meu cabelo muito sedoso, nem pude aplicar na raiz para não ficar melado.

Condicionador capilar de 3 manteigas: com óleo de semente de uva, pequi, buriti e rosa mosqueta, também pode ser usado como leave in.
Na minha opinião, pareceu no meu cabelo a mais densa das três. Mesmo diluída em água na proporção meio a meio, meu cabelo ficou melado usando como leave in e olha que meu cabelo é meio seco e muito fino, cheio de volume. É tão forte que só consegui usar antes da natação, deve ser o sonho de quem tem um cabelo elétrico, poroso ou destruído por alisamentos e descoloração. Imagino também que seja ótimo para fazer escova e chapinha, aplicar na sauna ou na praia.
Adriana garante que esses cremes podem ser aplicados da raiz para as pontas, que trata o couro cabeludo sem melar.

Tônico capilar em bambu: com juá, cravo, canela, alecrim e tomilho. Para aplicar por algumas horas antes da lavagem, fazendo massagem no couro cabeludo. Recomendado para queda e demais problemas do couro cabeludo.
Não deve, mas eu apliquei antes de dormir e só lavei pela manhã. Esquentou a cabeça! Mas a higienização do couro cabeludo foi incomparável.

Água de limpeza capilar em juá: com copaíba, substitui o uso de xampu em definitivo, recomendada para queda e problemas do couro cabeludo.
Muito boa para quem não emplastra o cabelo de cremes e pomadas. Eu gostei de usar naqueles dias em que não queremos nem saber de outros produtos no cabelo. Faz uma dobradinha interessante com o soro capilar citado mais abaixo, ambos têm natureza mais fluida. É uma experiência interessante, você molha o cabelo com um líquido incolor e inodoro e sente que o cabelo foi desinfetado como com anti resíduos de salão.

CoWash no-poo: para quem entrou de cabeça no no-poo, tratamento condicionante em óleo de coco saponificado e óleos essenciais.
Eu gostei muito para "lavar" o cabelo depois da praia.

Soro Capilar: um finalizador anti fizz com proteínas do arroz e aloe vera, para aplicar no cabelo seco ao longo do dia.
Eu usei no cabelo úmido e gostei muito também, deixou um brilho excepcional sem pesar nem melar.

Sabonete de Castela a 85% de azeite de oliva: o mais nobre de todos os sabonetes, desenvolvido para a Família Real de Castela durante a Idade Média, também serve como xampu sólido.
Bom para todo dia, não resseca nada, maravilhoso para ajudar a remover a maquiagem no banho e lavar sempre o rosto.

Sabonete de lama negra: esfoliante com carvão vegetal e gergelim negro, também serve como xampu sólido.
Adorei me esfregar com ele depois de suar o dia todo, faz uma esfoliação suave. Para quem tem cabelo oleoso, pode ser uma boa também.

Desodorante em creme: vegano em óleo de côco, óleo de copaíba, manteiga de cacau, hidrocarbonato de sódio, óxido de magnésio (suave suplementação de magnésio para nosso organismo), calamina mineral (inibidor bacteriano e proteção UVA e UVB, hipoalergênico) alúmen de potássio (mineral), água destilada, óleos essenciais de lavanda dentata, lavanda francesa, lavandin, melaleuca, patchouli e gerânio. 
Pode ser usado nas axilas e pés. Usei em dia de calor com camisa de tecido sintético e não senti necessidade de reaplicar, tem alumínio mas foi o primeiro desodorante natural que funcionou comigo. Cheiro delicioso, que não fica na roupa.

Água Micelar facial: com FPS 25, um tônico para ser usado por baixo da maquiagem sem enxágue, formulado com hidrolatos de lavanda e gerânio, águas termais, pepino camomila e chá verde.
Nunca havia usado loções tônicas faciais nem águas termais, gostei muito.
Usei em dias de muito calor sem nenhum outro produto e meu rosto não suou nem apresentou pontos avermelhados comuns em exposição moderada ao sol, senti a pele muito macia o dia todo. Adorei também por baixo de qualquer creme facial.
Delícias de verão: chegar da praia, tomar um banho frio com o sabão de Castela, se secar e aplicar essa água no rosto.

Creme facial-corporal de rosas e lanolina: com água de rosas, manteiga de cupuaçu, gerânio e pau rosa. Rico em vitamina C, recomendado para peles normais a secas.
Cheiro de rosas delicioso, adorei aplicar no rosto depois da praia, uma delícia para dormir mesmo no calor. Tão bom, que não tive coragem de "desperdiçar" no corpo, mas é ideal para massagem a dois.
A pele absorve na mesma hora, apliquei uma camada grossa antes de ir para um samba de quadra de escola no pé do morro em tarde de verão, suei de pingar e nem sinal do creme, que eu fiquei esperando escorrer. Só não deve ser usado durante o dia, por causa da vitamina C.

Vinagre em gel de maçã e alecrim: um produto tão diferente, com usos recomendados da fixação da tintura nos cabelos à massagens locais em quem sofre de reumatismo e até desodorante para axilas, que estou deixando o link, porque não consegui sintetizar tudo.
Eu usei como máscara semanal removedora de resíduos e tratamento pós tintura, muito bom, o brilho e a sedosidade foram de destacar. Mas imagino que seja uma boa também para quem sua muito nos pés ou tem problemas de cravos e espinhas nas costas.
Detalhe, a textura em gel foi obtida a partir da adição de goma gar e o vinagre é de produção orgânica.



Estou evitando dizer do que gostei mais por ser tudo muito bom, lindo e cheiroso. Mas principalmente, para que ninguém deixe de experimentar nada, porque outra pessoa escreveu em certo blog que prefere um determinado produto em detrimento do que você pensou inicialmente em levar. Prove de tudo!
Se é para consumir, que seja assim, comprando vegano, biodegradável e produzido artesanalmente direto de quem vende. Já encomendei do que mais gostei e também do que ainda quero conhecer e, assim que chegarem, devolvo as embalagens para que ela reaproveite.





Mais informação:
Outras curas
Fazendo baton em casa
Como funcionam testes em animais
Desodorantes veganos sem alumínio
O emplastro de inhame com gengibre (e argila)
A polêmica dos cosméticos "verdes" e um par de dicas da vovó
Como funciona a indústria de cosméticos: toxidade e poluição irregulares
06 substâncias perigosas e 09 de origem animal que usamos inocentemente no dia a dia